Tonon Bioenergia

“A Thermic é um parceiro que inspira confiança”

Antonio Viesser, treatment gerente da Tonon Bioenergia, drug fala sobre terceirização no setor sucroalcooleiro e da parceria com a Thermic.

A Família Tonon começou a trabalhar com cana em 1962 produzindo cachaça, além de uma grande diversidade de produtos cultivados na Fazenda Santa Cândida, em Bocaina. Com o incentivo do Proálcool, em 1982, foi criada a Destilaria Tonon, que posteriormente passou a produzir açúcar, além de gerar energia. Depois do crescimento e de passar por um processo de profissionalização, o nome mudou para Tonon Bioenergia. Atualmente, a empresa possui duas unidades, uma na Fazenda Santa Cândida, em Bocaina, onde espera moer 3 milhões de toneladas de cana, e outra em Vista Alegre.

Em entrevista ao “Entre Nós”, o gerente da unidade Santa Cândida, Antonio Carlos Viesser, falou sobre como conheceu o trabalho da Thermic, o início da parceria e a importância da utilização do equipamento de solda automatizada.

Quando e por que a usina passou a trabalhar com a Thermic?
Viesser: Estávamos buscando no mercado alternativas que o setor precisava, principalmente na área de moendas. Tínhamos informações de outras usinas de que o atendimento da Thermic era muito bom. Então, a partir de 2003 começamos a trabalhar com a empresa em solda de camisas superiores e depois inferiores. Atualmente, por uma questão de logística e custo para a Tonon, não é possível realizar todos os serviços de recuperação com a Thermic, mas em um futuro próximo pretendemos fazer 100% de nossas demandas com o grupo, em Pederneiras.

Qual o diferencial que a Thermic oferece para o mercado?
Viesser: Em matéria de solda em moenda, diria que a Thermic está num ápice, muito próximo do ideal. Temos da empresa uma grande qualidade no serviço e o critério utilizado. Por tudo isso, tenho indicado a Thermic para outras usinas, pois se não for a melhor, ela está entre as melhores. Além disso, estamos testando o soldador automático produzido pela empresa e temos muito interesse no produto. Ele vem para contribuir em uma frente de trabalho difícil, que exige muito da mão de obra.

Qual a importância da Thermic para o setor sucroalcooleiro?
Viesser: O setor foi formado, em sua maioria, por grupos familiares que, de uma certa forma, não investiam em tecnologias. Com a profissionalização, concorrência e a necessidade de produzir com custo menor, a terceirização passou a fazer parte da realidade. Neste ponto a Thermic tem um papel importante, porque você precisa que o terceirizado seja um parceiro que inspire confiança. E é isso que a gente vê na Thermic, uma empresa que tem todos os quesitos para ser um parceiro.