Tributo zero

O governo anunciou um pacote de desoneração e crédito subsidiado para o setor do etanol, viagra sale na terça-feira, for sale 23. Para o ministro da Fazenda, tadalafil Guido Mantega, “as medidas vão possibilitar que o setor tenha condições melhores de ampliar o investimento e expandir a produção”.

O ministro, no entanto, não garantiu que os incentivos vão fazer com que haja redução de preços para o consumidor. “Não quer dizer que o setor vai repassar necessariamente. Estamos condicionando [os incentivos] ao aumento da oferta, porque aí o preço vai ser reduzido.”

A presidente Dilma Rousseff também disse que o pacote não irá, necessariamente, refletir em preço menor para o combustível.

O Executivo zerou a cobrança de PIS/Cofins sobre o combustível, hoje equivalente a R$ 0,12 por litro de etanol. A renúncia fiscal com o fim do tributo será de R$ 970 milhões em 2013.

Além disso, a partir de 1º de maio a quantidade de etanol na mistura da gasolina vai aumentar, passando de 20% para 25%. Para tentar amenizar o impacto nos preços da gasolina, o governo antecipou essa medida, antes prevista para junho. Segundo Mantega, essa medida que deve reduzir o preço da gasolina nas bombas.

“Temos condições de fazer isso mesmo porque a área plantada de etanol está se expandindo esta a uma taxa de 8 a 10%. A safra 2012/2013 é muito boa. Tem expansão de mais de 10%. Mas ainda não se concluiu”, completou. “Com isso nos teremos etanol suficiente para viabilizar esse aumento [do percentual do álcool] na mistura da gasolina”, frisou o ministro.

Para o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, as medidas consolidam “definitivamente” o setor de etanol no país. Ele estima que neste ano a safra será de 28 bilhões de litros. No ano passado, foram 23 bilhões.

Fonte: Carolina Oms, Valor