Não tem preço

O final do ano se aproxima e o espírito natalino já desperta nas pessoas um sentimento de avaliação. É hora de pesar o que passou em 2012 e fazer novos projetos para o ano que está chegando. Nesta época, page estamos mais abertos às ações voluntárias: doamos brinquedos, alimentos, fazemos o bem. Mas, por que não ter essas atitudes ao longo do ano todo?

É o que faz o soldador da Thermic, Samuel Pereira. Há sete anos, ele atua como voluntário na Associação Vida Nova, em Igaraçu do Tietê (a 38 quilômetros de Pederneiras). Seu objetivo é ocupar o tempo livre dos jovens e despertar o espírito de equipe projetando-os para a vida social e profissional. “Fui acolhido pelo projeto e hoje me tornei um voluntário. A gratificação não tem tamanho”, descreve o colaborador. Por meio de atividades físicas, musicais e de teatro, o projeto visa também evitar que os jovens tenham contato com as drogas e resgatar os que já estão envolvidos.

Segundo a psicóloga Mariana Conrado, realizar um trabalho voluntário é benéfico para a saúde mental e psíquica. “A sensação prazerosa proporcionada por essas ações gera sentimentos benéficos, como uma autoestima maior, mais felicidade e confiança”, destaca. Segundo a psicóloga, esse tipo de atitude desenvolve habilidades como a paciência, o convívio com o próximo e a compaixão. “Vivências, como as proporcionadas pelo voluntariado, sempre geram aprendizado e tornam o ser humano melhor”, acrescenta.

Mais um

Quem também faz o bem é o projetista da Thermic, Rafael Regonato. O colaborador é responsável por desenvolver materiais de design para o Leo Clube de Pederneiras. Além do trabalho artístico, Rafael ajuda na realização dos eventos organizados pelo grupo, entre eles estão as atividades mensais de recreação em instituições de caridade. “É um trabalho que agrega conhecimento, espírito de equipe, sem contar a gratificação em ajudar o próximo”, comenta Rafael. A exemplo de Samuel e Rafael, fazer ações voluntárias é gratificante tanto para quem faz quanto para quem recebe. Então, por que não praticá-las com mais intensidade em 2013?

Seja um voluntário

Para fazer um trabalho voluntário é preciso identificar as necessidades da comunidade ou bairro, procurando escolas, organizações ou instituições sociais para oferecer ajuda.

Na escola:

Participe da vida da escola, ajude alunos com aulas de reforço, organize mutirões e campanhas de arrecadação de roupas ou alimentos, seja um contador de histórias, promova palestras, ajude nas gincanas e campeonatos esportivos, organize a confecção de um jornal escolar.

Na saúde:

Participe ativamente de campanhas de saúde pública, ajude nas atividades diversas de hospitais e centros de saúde, doe sangue, incentive grupos de apoio mútuo, doe apoio domiciliar a doentes e a deficientes.

No esporte, lazer e cultura:

Organize eventos culturais, esportivos e de lazer no seu bairro, ajude em atividades de manutenção do patrimônio histórico da sua cidade, dê aulas relacionadas a artes e esportes.

No meio ambiente:

Organize mutirões de limpeza em espaços públicos, ajude em projetos de reciclagem no bairro, promova atividades de educação ambiental.